Projeto Semeando Sustentabilidade promove implantação de hortas comunitárias em Itapuã do Oeste

Projeto Semeando Sustentabilidade promove implantação de hortas comunitárias em Itapuã do Oeste

Entre os vários benefícios da criação de hortas comunitárias e urbanas está a inserção econômica de famílias em situação de vulnerabilidade social, geração de renda, redução de gastos, segurança alimentar e melhoria da qualidade nutricional. Pensando nessas e em outras questões, o projeto Semeando Sustentabilidade, patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental, e executado pelo Centro de Estudos Rioterra, tem promovido ações de estímulo a implantação de hortas no município de Itapuã do Oeste (RO).

No último sábado (14), em reunião pública, foi apresentada a Horta Comunitária do Viveiro Municipal de Itapuã do Oeste. A ação envolverá mulheres desempregadas e com filhos ainda pequenos, para promover o empoderamento feminino e o desenvolvimento econômico de famílias em situação de risco.

“As mulheres se mostraram empolgadas com a oportunidade e já temos 25 participantes confirmadas para o curso de capacitação e construção da horta, programado para junho”, comentou Janaína Alves, do setor Educação do CES Rioterra.

“Eu tenho uma horta e quero muito fazer esse curso para melhorar e expandir minha produção, e participar desse projeto que pode ajudar muita gente”, disse Marinês Ramos Nascimento, .

Outra ação, nos dias 12 e 13 de maio, na Escolha Municipal de Ensino Fundamental Cecília Meirelles, na Linha B40, área rural do município, envolveu alunos, professores, funcionários da escola e pais dos estudantes na finalização da horta comunitária local.

“Esta é a segunda etapa da ação. Na primeira construímos os canteiros e os enchemos com terra adubada. Agora fizemos a semeadura de couve, alface, rúcula, salsa, coentro, maxixe, pimenta e abóbora. Daqui pra frente, pais e servidores serão responsáveis por cuidar da horta e nós faremos a orientação e assistência técnica”, explicou Alexandre Queiroz, do Setor Educação do CES Rioterra.

“A ação ajudou a enriquecer as práticas educativas mostrando como se produz os alimentos e sua importância nutricional. E a horta funcionando vai melhorar o cardápio da merenda com verduras e legumes frescos”, destacou Luciana Monteiro da Silva, diretora da Escola.

 

AI:  Malu Calixto

0