II SEMINÁRIO PERSPECTIVAS FLORESTAIS PARA CONSERVAÇÃO DA AMAZÔNIA

II SEMINÁRIO PERSPECTIVAS FLORESTAIS PARA CONSERVAÇÃO DA AMAZÔNIA

seminario-tittle

 

O Centro de Estudos Rioterra promoverá nos dias 15, 16 e 17 de maio o II Seminário: Perspectivas Florestais para Conservação da Amazônia. O evento, patrocinado pela Petrobras, será no auditório da Unir Centro, em Porto Velho, e reunirá especialistas e pesquisadores nacionais e internacionais para debater temas relacionados às mudanças climáticas e seus impactos na Amazônia.

Veja abaixo a programação do seminário.

 

PROGRAMAÇÃO

 

Dia 15 de maio

 

19:30 – Alexis Bastos (Centro de Estudos Rioterra)

Coordenador de programas do Centro de Estudos da Cultura e do Meio Ambiente da Amazônia – RIOTERRA. Bacharel e Mestre em Geografia. Doutorando em Geografia pela UFPR. Pesquisa dinâmicas de antropização regionais, relacionando seus reflexos para estabilidade de sistemas ambientais físicos amazônicos. Atua há mais de 14 anos em questões relacionadas ao desenvolvimento socioambiental e gestão territorial na Amazônia.

Endereço para acessar CV: http://lattes.cnpq.br/4899342410831886

 

Título da palestra – Projeto Semeando Sustentabilidade – Alternativas de Uso do Solo e Fixação de Carbono para a Amazônia

 

20:10 – Carlos Sanquetta (Universidade Federal do Paraná/UFPR)

Doutor em Ecologia e Manejo de Recursos Florestais pela United Graduate School of Agricultural Sciences, Japão. Pós-doutorado pela Japan Society for the Promotion of Science, Japão em Manejo de Ecossistemas.  Professor da UFPR, Departamento de Ciências Florestais. Pesquisador nível I-A do CNPq. Membro do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas – IPCC e especialista da Convenção Quadro das Nações Unidas para as Mudanças Climáticas – UNFCCC. É autor de 15 livros e mais de 400 trabalhos técnico-científicos.

Endereço para acessar CV: http://lattes.cnpq.br/9641517111540508

 

Título da palestra – Mudanças Climáticas e o novo relatório do IPCC

 

COQUETEL DE ABERTURA

  Dia 16 de maio

 

14:15 – Abertura do evento (2º dia)

 

14:30 – Marcelo Gama (Sistema de Proteção da Amazônia/SIPAM)

Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pela Universidade Federal de Rondônia (2010). Graduado em Meteorologia pela Universidade Federal da Paraíba (1988) e Especializado em Uso de Sensoriamento Remoto e Sistema de Informações Geográficas para o Zoneamento Sócio-Econômico-Ecológico pela Universidade de Rondônia (1996). Atualmente é meteorologista do Ministério da Defesa, Sistema de Proteção da Amazônia.

Endereço para acessar CV: http://lattes.cnpq.br/5924805322499312

 

Título da Palestra – Rondônia no Contexto das Mudanças Climáticas

 

15:15 – Mariama Vendramini (Biofílica Investimentos Ambientais)

Administradora Pública formada pela FGV-EAESP e possui MBA em Sustentabilidade pela mesma instituição. Anteriormente, Mariama foi consultora de gestão, liderando projetos em planejamento estratégico, branding e sustentabilidade na Vallua Consultoria. Também atuou no Itaú Unibanco, Credit Agricole Brasil, Ernst & Young e Planner Corretora, locais onde participou da gestão de fundos de investimentos, projetos de fusões e aquisições e operações financeiras estruturadas.

 

Título da Palestra – O desenvolvimento do mercado de créditos ambientais – carbono e reserva legal.

 

16:00 – Eliezer de Oliveira (Secretaria de Desenvolvimento Ambiental do Estado de Rondônia/SEDAM)

Gestor Ambiental, pós-graduando em Saneamento e Tecnologia Ambiental. Atua há 10 anos na área socioambiental em Rondônia. Coordenador Estadual de Educação Ambiental pela Secretaria de Desenvolvimento Ambiental do Estado de Rondônia/SEDAM

 

Título da Palestra – Política Estadual de Governança Climática e Gestão da Produção Ecossistêmica.

 

16:45 – Intervalo (Coffee-break)

 

17:15 – Ivaneide Bandeira (Associação de Defesa EtnoAmbiental Kanindé) 

Indigenista, formada em história com mestrado em Geografia. Atua como pesquisadora na Associação de Defesa Etnoambiental – Kanindé em projetos de Gestão de Territórios Indígenas, etnozoneamento, Plano de Gestão, Plano de Manejo. Assessora tecnicamente o projeto “Carbono Florestal Surui”, primeiro projeto de REDD+ com povos indígenas no Brasil.

Endereço para acessar CV: http://lattes.cnpq.br/1921877622962105

 

Título da Palestra – Repartição de benefícios em projetos de REDD+

 

18:00 – Marcelo Ferronato (Ação Ecológica Guaporé/ECOPORÉ)

Biólogo pela Universidade Federal de Rondônia desde 2006, especialista em Educação e Gestão Ambiental. Atualmente é presidente ONG Ecoporé e Coordenador do Projeto Viveiro Cidadão. Experiência na área de Ciências Ambientais, com ênfase em Desenvolvimento Regional, atuando principalmente com comunidades Indígenas, tradicionais (extrativistas, Ribeirinhos e Pescadores) e Agricultores familiares, visando à sustentabilidade socioeconômica e ambiental. Realização de estudos técnicos ligados à biologia da conservação, Ecologia e Zoologia e Consultoria ambiental na realização de trabalhos voltados ao processo de licenciamento ambiental, elaboração de relatórios ambientais e proposição de medidas mitigatórias de impactos ambientais.

Endereço para acessar CV: http://lattes.cnpq.br/7843921080156608

 

Título da palestra – Atuação do Projeto Viveiro Cidadão na região da Zona da Mata de Rondônia

 

18:40 – Caio Márcio Vasconcellos Cordeiro de Almeida (Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira – CEPLAC)

 Graduado em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal Rural da Amazônia (1975), mestrado em Genética e Melhoramento pela Universidade Federal de Viçosa (1981), doutorado pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (1991). Atualmente é Fiscal Federal Agropecuário da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira – CEPLAC. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase nas áreas de recursos genéticos, melhoramento do cacaueiro e sistemas agroflorestais, com atuação na Amazônia desde 1971.

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8374129424228925

Título da palestra – Sistemas Agroflorestais como Alternativa de Verticalização da Produção para o Desenvolvimento Sustentável.

 

19:20 – Intervalo (Coffee-break)

 

19:40 – Philip Fearnside (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia/INPA) 

Doutor em Ciências Biológicas – University of Michigan- Ann Arbor. Pesquisador titular III do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA). Pesquisa capacidade de suporte de agro-ecossistemas tropicais para populações humanas e estuda impactos e perspectivas de desenvolvimento na Amazônia, inclusive mudanças ambientais. Vencedor do Prêmio da Fundação Conrado Wessel na área de Ciência Aplicada ao Meio Ambiente (2004). Vencedor do prêmio Chico Mendes/MMA (2006) na área de Ciência e Tecnologia. Neste mesmo ano foi identificado pelo Instituto de Informações Científicas (Thomson-ISI) como sendo o segundo mais citado cientista no mundo na área de aquecimento global.

Endereço para acessar CV: http://lattes.cnpq.br/3176139653120353

 

Título da palestra – “Mudanças do Clima e Impactos na Amazônia”.

 

Dia 17 de maio

 

Visita técnica ao projeto Semeando Sustentabilidade em Itapuã do Oeste.

 

0
Alunos de biologia da FIMCA visitam projeto Semeando Sustentabilidade

Alunos de biologia da FIMCA visitam projeto Semeando Sustentabilidade

Sábado, dia 12 de abril, acadêmicos e professores do curso de Biologia da FIMCA – Faculdades Integradas Aparício Carvalho, localizada no município de Porto Velho, visitaram o projeto “Semeando Sustentabilidade” patrocinado pela Petrobras através do programa Petrobras Ambiental.

fimca_02

O dia de campo teve início com um passeio pelo Floresta Nacional do Jamari para conhecer de onde são coletadas as sementes utilizadas para produzir as mudas do projeto. Os alunos fizeram uma trilha pela floresta, aprenderam como é feito o processo de identificação das matrizes (árvores de onde são extraídas as sementes), a coleta e o transporte das sementes.

fimca_05

Logo após essa atividade, os estudantes foram para o Viveiro Municipal de Itapuã do Oeste, local onde são produzidas e armazenadas as mudas doadas pelo projeto aos produtores rurais que aceitam recuperar áreas degradadas dentro de suas propriedades.

fimca_03

Além de conhecerem os ambientes onde o projeto é desenvolvido, na visita, os alunos puderam também observar as transformações socioeconômicas que o projeto tem promovido na vida de muitos produtores rurais no entorno da Flona do Jamari e debater sobre temas importantes para economia regional. Entre os assuntos abordados nas palestras e discussões ganharam destaque sequestro de carbono, uso de Sistemas Agroflorestais (SAFs) no manejo sustentável do solo e ações educativas e de assistência técnica para orientar os agricultores sobre as melhores ferramentas de desenvolvimento agroecológico na região. Todos assuntos importantes e que fazem parte das atividades realizadas pelo CES Rioterra.

fimca_04

0
CES RIOTERRA REALIZA CERIMÔNIA PARA ENTREGA DE DOCUMENTOS DO CAR PARA PRODUTORES RURAIS

CES RIOTERRA REALIZA CERIMÔNIA PARA ENTREGA DE DOCUMENTOS DO CAR PARA PRODUTORES RURAIS

foto-1

O Centro de Estudos Rioterra realizou na última sexta-feira (29/03) cerimônia para entrega de documentos do Cadastro Ambiental Rural/CAR a 28 produtores rurais do município de Cujubim.

A ação, que faz parte do projeto Semeando Sustentabilidade patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Ambiental e visa auxiliar o processo de regularização ambiental de propriedades rurais em Rondônia. “Com esse documento além de ter sua propriedade regularizada ambientalmente o produtor rural tem muitas vantagens como acesso a créditos para financiamento rural. É muito importante o apoio que o CES Rioterra tem dado para que os pequenos agricultores de nosso município possam regularizar suas propriedades”, destacou Rosa Becker, secretaria municipal de agricultura de Cujubim.

foto4

Criado pela Lei nº 12.651, de 2012, no âmbito do Sistema Nacional de Informação sobre Meio Ambiente/SINIMA, o CAR é uma base de dados estratégica para o controle, monitoramento e combate ao desmatamento das florestas e demais formas de vegetação nativa do Brasil, bem como para planejamento ambiental e econômico dos imóveis rurais.  Obrigatório em todo país, em Rondônia, ele é feito em uma plataforma on line disponibilizada pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental/SEDAM. Através de Termo de Cooperação com a Sedam, o CES Rioterra se habilitou para realização do cadastramento e tem feito gratuitamente o CAR para propriedades de agricultores familiares (até 240 hectares) dos municípios de Itapuã do Oeste e Cujubim. “Esses são os primeiros documentos entregues mas já temos quase duzentas propriedades rurais com seus cadastros em fase de finalização”, acrescentou Leonardo Pool, responsável pelo CAR no CES Rioterra.

adalto

Produtores rurais dos municípios de Itapuã do Oeste e Cujubim que possuem propriedades rurais com até 240 hectares interessados em fazer o CAR podem procurar informações no Viveiro Municipal de Itapuã do Oeste. Para iniciar o processo de cadastramento é preciso ter em mãos os seguintes documentos: (1) identificação do proprietário; (2) a comprovação da propriedade ou da posse e (3) a identificação do imóvel por meio de planta e memorial descritivo contendo a indicação das coordenadas geográficas, e informar, se houver, a localização de áreas protegidas (remanescentes de vegetação nativa, Áreas de Preservação Permanente, Áreas de Uso Restrito, áreas consolidadas e Reserva Legal).

foto-2

0