CES RIOTERRA ABRE VAGAS PARA O CURSO “GEOTECNOLOGIA APLICADA À GESTÃO E  ORDENAMENTO TERRITORIAL”

CES RIOTERRA ABRE VAGAS PARA O CURSO “GEOTECNOLOGIA APLICADA À GESTÃO E ORDENAMENTO TERRITORIAL”

sat Será realizado entre os dias 20 e 22 de março, na sede do CES Rioterra, em Porto Velho, o curso “Geotecnologia Aplicada à Gestão e Ordenamento Territorial”. A ação faz parte do projeto Semeando Sustentabilidade patrocinado pela Petrobras, através do Programa Petrobras Ambiental. O objetivo do curso é disseminar o uso de ferramentas geotecnologicas para aplicação em questões sócio ambientais como subsídio às ações de planejamento, pesquisa e ordenamento territorial voltada à gestão sustentável dos recursos naturais. “Entendemos que os conhecimentos proporcionados nesse curso são fundamentais para que estudantes e profissionais ligados à área de planejamento possam aprender sobre a importância deste tipo de ferramentas para espacialização de dados e planejamentos sinópticos. Elas servem para apoiar ações voltadas ao desenvolvimento regional melhorando aspectos de gestão dos recursos naturais, permitem a atuação pró-ativa dos atores sociais para conservação de bacias, manutenção de serviços ambientais e capacidade de suporte dos ambientes”, disse Fabiana Barbosa, presidente do CES Rioterra. As inscrições ficarão abertas até o dia 10 de março. O edital pode ser acessados através do site do CES Rioterra (www.rioterra.org.br) ou do projeto Semeando Sustentabilidade (www.semeandosustentabilidade.org). Pessoas de todo o Estado de Rondônia podem se inscrever.

 

0
CES Rioterra e Ecoporé promovem intercâmbio entre produtores rurais de Rondônia

CES Rioterra e Ecoporé promovem intercâmbio entre produtores rurais de Rondônia

IMG_3619

O Centro de Estudos Rioterra realizou entre os dias 20 e 21 de fevereiro um intercâmbio para troca de experiências entre os produtores rurais de Cujubim e Itapuã do Oeste beneficiados pelo projeto Semeando Sustentabilidade com os produtores atendidos pelo projeto Viveiro Cidadão, desenvolvido pela Ecoporé – Ação Ecológica Guaporé, em Rolim de Moura. Ambos projetos são patrocinados pela Petrobras através do Programa Petrobras Ambiental.

Em dois dias de atividades os produtores rurais puderam conhecer melhor o trabalho desenvolvido pelas duas entidades e os projetos por elas desenvolvidos, acompanharam o trabalho no Viveiro de Rolim de Moura para aprender mais sobre o processo de produção de mudas e visitaram propriedades rurais onde foram implementadas ações de recuperação de áreas.

FOTO_03A produtora rural Neide de Oliveira, proprietária do Lote Céu Azul, do Assentamento Dois de Julho, no município de Cujubim, surpreendeu-se com o que aprendeu e voltou para casa cheia de ideias para implementar. “Nunca tivemos isso e agora apareceu um monte de coisa interessante. Estou aprendendo muito e vendo possibilidades de realizar muita coisa na nossa terra. Tudo que aprendi vou aproveitar e quero fazer parte desse projeto enquanto ele existir”, enfatizou.

Entre as atividades realizadas dois momentos ganharam destaque durante o intercâmbio: uma reunião com o responsável pelo setor de Assistência Técnica e Extensão Rural do CES Rioterra, Ueliton Pinheiro, para tirar dúvidas dos agricultores sobre o processo produtivo; e uma dinâmica onde foram discutidas políticas públicas para pequenos produtores rurais.

IMG_3605“Eles discutiram sobre os problemas que enfrentam, conheceram melhor o que são as políticas públicas, programas e projetos e como podem se articular para resolver os problemas coletivamente. Compreenderam a importância de unir esforços e identificar parceiros para implementar as ações de desenvolvimento”, explicou Adirleide Dias dos Santos, gestora ambiental que conduziu as dinâmicas do intercâmbio utilizando a metodologia participativa como ferramenta.

FOTO_02“Eu tinha muita dúvida na hora de escolher o que plantar e hoje eu aprendi que tenho que levar em consideração o preço do produto no mercado, o tipo de solo da minha propriedade e mais um monte de coisas. Todo mundo sabe um pouco e cada um ensinou o que sabe. Foi o momento que eu mais aproveitei e vou levar esse conhecimento para meus vizinhos e para melhorar a produção da minha terra”, contou empolgado Dionísio Luiz de Oliveira, proprietário do sítio Três Corações no município de Rio Crespo.

0
CES Rioterra promove intercâmbio entre produtores rurais de Rondônia

CES Rioterra promove intercâmbio entre produtores rurais de Rondônia

intercambio

O Centro de Estudos Rioterra promoverá nos dias 20 e 21 de fevereiro um Intercâmbio para troca de experiências entre os produtores rurais de Cujubim e Itapuã do Oeste beneficiados pelo projeto Semeando Sustentabilidade com os produtores atendidos pelo projeto Viveiro Cidadão, desenvolvido pela Ecoporé – Ação Ecológica Guaporé, em Rolim de Moura. Ambos projetos são patrocinados pela Petrobras através do Programa Petrobras Ambiental.

As atividades terão início na manhã de quinta-feira (20/02), na sede do Viveiro Cidadão, em Rolim de Moura, com a apresentação das entidades CES Rioterra e Ecoporé e dos projetos por elas desenvolvidos: Semeando Sustentabilidade e Viveiro Cidadão. Em seguida, os produtores rurais farão uma visita ao Viveiro de Rolim de Moura para conhecer o processo de produção de mudas.

“O intercâmbio possibilitará aos produtores rurais dividirem experiências e conhecerem diferentes iniciativas que possam ser replicadas em suas propriedades. Espera-se que eles também difundam os aprendizados adquiridos para outros produtores rurais das linhas onde moram. Um importante momento de reflexão e construção de conhecimento para todos”, destaca Débora Fligueiras, educadora do CES Rioterra.

No período da tarde está programada uma atividade de campo. Todos participarão de visita à uma propriedade rural onde foram implementadas ações de recuperação de áreas. A proposta é dividir com os produtores beneficiados pelo projeto Semeando Sustentabilidade como é o desenvolvimento de ações de recuperação de áreas degradadas com plantio de espécies de valor econômico entre os agricultores de Rolim de Moura.

“Este intercâmbio visa valorizar a troca de conhecimento entre os produtores rurais beneficiados por ambos os projetos, de modo que estes percebam por si que outras regiões também desenvolvem ações semelhantes, respeitando as peculiaridades de cada localidade, porém com o mesmo objetivo que é a restauração de áreas alteradas”, disse Marcelo Ferronato, presidente da Ecoporé.

Para promover uma maior integração entre os presentes a servidora da Secretaria de Estado de Assistência Social (SEAS), Adirleide Dias dos Santos, aplicará nas atividades do Intercâmbio a metodologia participativa para que os momentos possibilitem não apenas a troca de saberes, mas que as informações geradas possam ser discutidas, apreendidas e registradas para que futuramente circulem na sociedade.

“A metodologia participativa é uma ferramenta que contribui para envolver os participantes nas atividades, bem como extrair informações que possibilitem valorizar os conhecimentos e experiências dos mesmos, buscando soluções conjuntas para os problemas em questão”

O Intercâmbio será finalizado na manhã de sexta-feira (21/02) com uma reunião de avaliação. “Teremos nesse intercâmbio produtores rurais beneficiados pelo projeto desde o início e outros que se cadastraram recentemente. A proposta é promover essa troca de experiências entre eles e aproveitar as boas ideias de cada um para melhorarmos nossas ações”, completa Janaína Alves, responsável pelo setor Educação do CES Rioterra.

0