Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa do Centro de Estudos Rioterra

Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa do Centro de Estudos Rioterra

Universidade Federal do Paraná/UFPR
Prof. Dr. Carlos Sanquetta – Coordenação Científica e Metodológica

Centro de Estudos da Cultura e do Meio Ambiente da Amazônia – Rioterra
Alexis Bastos – Coordenador de Projetos
Fabiana B. Gomes – Coordenadora de Geotecnologia
Alessandra da Silva Martins – Coordenadora de Educação e Pesquisa
Frederico Bastos – Coordenador Administrativo e Financeiro
Giuliano Less – Coordenador de Recuperação de Áreas

0

CENTRO DE ESTUDOS RIOTERRA INVENTARIA EMISSÕES DE CARBONO

foto_rioterra_20111130

O Centro de Estudos Rioterra é a primeira organização não governamental do estado de Rondônia a neutralizar as emissões de carbono decorrentes de suas atividades. Um estudo recente feito pelo Centro em parceria com a Arboplan Assessoria e Consultoria de Engenharia Florestal e Meio Ambiente Ltda e pesquisadores da Universidade Federal do Paraná mostrou que os experimentos realizados pelo projeto Semeando Sustentabilidade, patrocinado pela Petrobras através do programa Petrobras Ambiental, são suficientes para neutralizar as emissões da instituição nos próximos 10 anos, mesmo que essa dobre suas ações e número de profissionais, com relação ao ano base, 2010.

“Esperamos que outras organizações sintam-se motivadas em implementar ações similares. O inventário nos permitiu analisar, em conjunto, diferentes áreas e identificar precisamente os pontos a serem melhorados pela gestão da entidade, proporcionando não apenas ganhos ambientais, mas econômicos”, afirmou Fred Bastos, coordenador administrativo da instituição.

A presidente, Fabiana B. Gomes, disse que “a preocupação com as mudanças climáticas devem ser refletidas não apenas em nossos discursos, mas em nossas ações. Por isso tomamos a iniciativa para realizar esse estudo e inventariar as emissões decorrentes das atividades do Centro com o objetivo não apenas de neutralizá-las, mas de melhorar a gestão da entidade e aumentar a sua ecoeficiência”.

O inventário pode ser baixado nos sites www.semeandosustentabilidade ou www.rioterra.org.br, na aba publicações, trabalhos técnicos.

0

“COMUNICAÇÃO” DA RIOTERRA É TEMA DE PESQUISA APRESENTADA NO IV CONGRESSO BRASILEIRO DE JORNALISMO AMBIENTAL

foto_rio_terra

As experiências radiofônicas do projeto Semeando Sustentabilidade, patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Ambiental, foram destaque no IV Congresso Brasileiro de Jornalismo Ambiental e I Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo Ambiental, promovido pelo Instituto Envolverde e Rede Brasileira de Informação Ambiental (Rebia). O evento foi realizado na PUC-RJ, na cidade de Rio de Janeiro, entre os dias 17 e 19 de novembro.

O artigo “A Comunicação Radiofônica como Alternativa para a Informação Ambiental na Amazônia: Análise do Programa Semear/Rioterra-RO”, de autoria dos pesquisadores Solano de Souza Ferreira e Alexis de Sousa Bastos, aborda o processo de produção dos programas e o método usado para escolha de linguagem voltada à agricultura familiar na Amazônia. A pesquisa foi apresentada oralmente no dia 18, na mesa que abordou a temática “Comunicação Ambiental na Esfera Pública Midiatizada”.

Solano Ferreira, autor, disse que “a publicação é uma conquista importante para a pesquisa em recepção e percepção midiática para populações da Amazônia. Além disso, valoriza o trabalho científico realizado pelo Centro de Estudos Rioterra e os profissionais que nele se envolveram”.

O radiojornalismo, através do programa Semear, tornou-se uma ferramenta que contribui efetivamente para democratizar o acesso a informação nos municípios de Itapuã do Oeste e Cujubim/RO, para sensibilização e mobilização social na área rural sobre a importância das questões socioambientais e benefícios advindos da participação no projeto, como as possibilidade de regularização ambiental das propriedades rurais.

0

RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES EM ITAPUÃ DO OESTE E CUJUBIM/RO – UMA NOVA PERSPECTIVA DE INCLUSÃO SOCIAL E ECONÔMICA

RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES EM ITAPUÃ DO OESTE E CUJUBIM/RO – UMA NOVA PERSPECTIVA DE INCLUSÃO SOCIAL E ECONÔMICA

Alexis Bastos – Centro de Estudos RIOTERRA
alexis@rioterra.org.br
Fabiana B. Gomes – Centro de Estudos RIOTERRA
fabiana@rioterra.org.br
Adnilson de Almeida Silva – Universidade Federal de Rondônia/UNIR
adnilsonn@gmail.com

0

SEMEANDO SUSTENTABILIDADE É APRESENTADO NO SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA

Aconteceu entre os dias 7 e 11 de novembro, em Belém/PA, o V Simpósio Internacional de Geografia Agrária, tendo como foco das discussões “Questões Agrárias na Panamazônia no Século XXI: Usos e Abusos do Território”.

Os pesquisadores do Centro de Estudos Rioterra Alexis Bastos, Fabiana B. Gomes e Adnilson Silva publicaram o artigo “Recuperação de Matas Ciliares em Itapuã do Oeste e Cujubim/RO – Uma Nova perspectiva de Inclusão Social e Econômica”. A publicação apresenta as experiências realizadas pelo projeto Semeando Sustentabilidade, patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Ambiental, sobre trabalhos de recuperação de áreas no entorno de Floresta Nacional do Jamari e os métodos utilizados para envolvimento dos agricultores familiares das discussões destas questões.

simposio_de_geografia_1321797520

“O projeto é uma rara aplicação de conhecimentos multidisciplinares que pode contribuir muito para que os problemas ligados a regularização ambiental de propriedades rurais avance na Amazônia, pois são desenvolvidos sob a lógica de envolvimento os diversos atores, respeitando suas visões e não de puni-los”, disse a pesquisadora Fabiana Gomes.

Alexis Bastos, que também coordena o projeto destacou que: ”outra ponto forte do projeto, que o torna atrativo às discussões são as abordagens que fazemos não pelo viés ambiental, mas pelo econômico. Muitos produtores rurais já sentem a necessidade de buscar alternativas à falta de água para suas criações e produção agrícola. O projeto os ajuda nisso e mostra que economia e meio ambiente caminham juntos e não separados”.

O artigo pode ser lido na íntegra no site do projeto (<a href=”http://www.semeandosustentabilidade.org”>www.semeandosustentabilidade.org</a>) ou no da Rioterra (<a href=”http://www.rioterra.org.br”>www.rioterra.org.br</a>).

0

Petrobras é novamente destaque na premiação

A Petrobras é um dos destaques da 14ª edição do ranking “As Empresas mais Admiradas no Brasil”, elaborado pelo instituto Oficcina Sophia e promovido pela revista Carta Capital.

A Companhia foi reconhecida em três categorias: “Dez empresas mais admiradas independente do setor”, “Dez líderes mais admirados”, e “Distribuidores de Combustíveis ou Derivados de Petróleo”. Os prêmios foram concedidos na noite desta segunda-feira (31/10), em cerimônia em São Paulo com a presença da presidenta da República, Dilma Rousseff.

A diretora de Gás e Energia e presidente em exercício da Companhia, Graça Foster, recebeu os troféus conquistados pela Petrobras nas categorias “Dez empresas mais admiradas independente do setor”, em que a Companhia ocupa o 4º lugar, e “Dez líderes mais admirados”, em que o presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo aparece na 9ª colocação.

O presidente da Petrobras Distribuidora, José Lima de Andrade Neto, recebeu o troféu na categoria “Distribuidores de Combustíveis ou Derivados de Petróleo”.

“As Empresas mais Admiradas no Brasil” é uma das principais premiações corporativas do país e tem como objetivo homenagear as empresas e empresários que mais se destacam e contribuem para o desenvolvimento do Brasil.

A premiação é dividida em três modalidades: os 10 executivos mais admirados, as 10 empresas mais admiradas do Brasil e as 50 empresas campeãs, uma em cada segmento.

A pesquisa é realizada junto a empresários de todos os setores da economia e avalia as empresas segundo 12 critérios: qualidade de produtos e serviços; compromisso com Recursos Humanos; responsabilidade social; notoriedade; capacidade de competir globalmente; comprometimento com o desenvolvimento sustentável; inovação; qualidade de gestão; compromisso com o país; ética; respeito pelo consumidor e solidez financeira.

No evento de premiação, foi lançado um anuário que apresenta o resultado completo da pesquisa, uma análise do momento empresarial e os fatores que contribuem para que as empresas premiadas sejam admiradas pelos principais executivos do país.

0